11 de dez de 2011
Autor: Stacey Jay
ISBN: 9788563219572
Selo: Novo Conceito
Ano: 2011
Edição: 1
Número de páginas: 240
Formato/Acabamento: 16x23x16
Peso: 0.35 kl
Ficção/Romance



Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz.
Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano.
Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela.
Segredos, mistérios e surpresas envolvem este poderoso romance em que o casal mais famoso da literatura mundial tem a chance de contar sua verdadeira história.



Vou começar essa resenha como eu comecei a anterior:
Todo mundo um dia já ouviu falar em Romeu & Julieta. Em todos os lugares há citações, canções, filmes, versões, inspirações e seja-lá-mais-o-que-for da história de amor mais conhecida e aclamada do mundo.
Acredito que pelo menos uma dessas facetas da história do casal de Verona você já conheceu... Mas já teve curiosidade de ler a peça original? Mas você nunca viu Romeu e Julieta como na obra de Stacey Jay.

A versão da tragédia-comédia de Shakespeare traz elementos contemporâneos mas intimamente relacionados à questão da dualidade levantada pelos críticos de Romeu e Julieta ao longo do tempo. Os estudiosos trazem análises sobre o amplo uso da “luz” e da “escuridão” que Shakespeare usa na peça; esse contraste entre claro e escuro presente no diálogo de ambos pode ser uma clara metáfora para amor e ódio, juventude e maturidade.
Mas diferentemente da peça real, Julieta não se suicidou por amor a Romeu: foi assassinada por ele. O propósito de Romeu seria conseguir a imortalidade tornando-se um Mercenário. Julieta, por sua vez, torna-se uma Embaixadora da Luz, também imortal. E desde então, as duas ‘almas gêmeas’ se encontram em várias encarnações: ela lutando pela luz, ele pela escuridão. Julieta tenta proteger as almas gêmeas para que sua ligação torne-se forte o bastante para que nem os Mercenários consigam carregar suas almas. E Romeu quer destruir essa ligação, levando um dos lados a se rebelar contra o outro e, assim como ele fez, causar dor (pra não falar matar, mesmo) a seu amor.

Há 700 anos os dois vem se encontrando a cada reencarnação. Mas essa, eles sentem algo diferente. As entidades maiores às quais respondem (A Enfermeira, no caso de Julieta) não estão lá para ajudá-los.
Julieta está na pele de Ariel, uma menina insegura que só tem Gema por amiga. E logo na primeira noite (em que ela geralmente fica muito fraca), Ariel/Julieta encontra Romeu. Nunca é tão rápido assim, ela foi pega desprevenida e acaba pegando carona com o primeiro carro que para. O motorista: Ben. Ah... Ben. *-* Eu quase nunca faço essas demonstrações sentimentais por personagens nas resenhas, mas sabe o que é? Ben é o tipo de mocinho mais lindo de todos *-*
Não vou contar sobre isso em detalhes, mas posso dizer que o livro é beeem confuso no início, só depois de umas 70 páginas as coisas vão se encaixando e fazendo ALGUM sentido.
A construção dos personagens é bastante boa, e mesmo assim fiquei com um pé atrás com Julieta. Tá ok, ela morreu com 14 anos (pelo menos na peça, né), isso justifica algumas atitudes dela e tal, mas de vez em quando ela tem uns surtos de cegueira impressionantes.
Romeu é um enigma, você não consegue saber até que ponto o que ele diz é psicótico, é arrependimento ou sinceridade. Acho que vou gostar de ler o próximo volume ser narrado por ele, apesar de tudo.

A história poderia ser bem legal se não fosse especificamente de Romeu e Julieta, aliás, acho que teria um quê de espiritualismo que faria o diferencial. Mas ficou legal assim também. Gostei de ter lido a obra original de Shakespeare antes, por que pude perceber o pouco foco em algumas coisas importantes da narrativa, mas, principalmente, o cuidado em manter o essencial dela lá, apesar da mudança brusca na história.

A forma como Stacey deixou o gancho para o próximo livro não ma agradou de todo; mas consegui entender que nem tudo é Romeu na vida dela, after all. Pretendo continuar essa aventura para descobrir como a trama vai se (des)enrolar e se explicar, enfim.

É um livro bom... depois que pega o ritmo (apesar de ter somente 240 páginas, não, o livro não te prende desde o começo) fica bem razoável. Gostei.

P.S.: se esta resenha chegar a 20 comentários, tem sorteio do livro! :)


2sleep