26 de nov de 2011


      Título Original Tiger's Curse
Páginas 342
Formato16 x 23 cm
Lançamento19/10/2011
ISBN 9788580410266



Heeey!
Gente, preciso confessar que estou começando a me prender novamente a séries de uma maneira que achei que nunca ia acontecer. As crônicas de Gelo e Fogo, Os instrumentos mortais, Irmandade da Adaga Negra e agora essa série da Colleen! Por enquanto só tem esse título, que é lançamento da Arqueiro no Brasil. Mas, de 4 livros, dos quais 3 já foram lançado no exterior, o segundo já está previsto pro ano que vem com o título provisório de ‘O resgate do tigre’.
A capa do livro é de tirar o fôlego, com o tigre branco, Ren, uns arabescos meio indianos, que remetem à cultura que permeará a narrativa e um efeito metalizado, platinado, não sei como explicar, que deixa brilhante e fosco ao mesmo tempo, enfim, muito lindo! Muito obrigada, Arqueiro, pelo apoio e pela oportunidade. Isabella, muito obrigada também, linda! Achei o máximo, por que geralmente a Arqueiro não traz livros tão grandinhos pra esse gênero (exceto O nome do vento, se não me engano, que mesmo assim não é do mesmo gênero), as letras são bem pequenininhas, mas é super bom de ler!

O livro se inicia com um prólogo intenso, que nos dá uma pequena ideia da maldição que permeia todo este livro.
Em primeira pessoa, “A maldição do tigre” é narrado pelo ponto de vista de Kells. Kelsey Hayes perdeu os pais há pouco tempo e está em busca de um emprego de verão. Contratada por um circo, no qual ela teria que ajudar em tudo, praticamente, da venda de ingressos à limpeza do local onde os cães e um lindo tigre branco dormiam. Para tanto, ela tinha que dormir por lá.
Perto de completar 18 anos, trabalhando no circo, Kelsey sente uma forte conexão com o tigre que sempre via fazer números no circo. Parecia sentir sua solidão, e deixando o medo de lado, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado do lindo animal de olhos azuis.

Um homem que parece ser muito rico aparece para levar Dihren, ou Ren, para a Índia, a fim de que seja bem cuidado lá. Para o transporte, pede que Kelsey acompanhe o tigre, pedido ao qual ela acaba aceitando. O que a jovem órfã ainda não sabia era que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, p príncipe indiano amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço é ela.
Na Índia, ela acaba por descobrir isso e está determinada a devolver a Ren sua humanidade, enfrenta mundos místicos e tenta decifrar uma antiga profecia. E, simultaneamente, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.

Algumas vezes não parecia que Kelsey tinha 18 anos. Sabe aquele tipo de atitude que você fica estupefata que alguém daquela idade tome?! Pois é, apesar de a força e determinação de Kells ficarem evidentes na narrativa, não se pode negar que ela dá umas deslizadas básicas no quesito relações interpessoais. Mas talvez possa ser de propósito, uma vez que ela perdeu os pais e ainda pode estar traumatizada com tudo. Mas para o nível de paixão, adoração e todos esses sentimentos que ela tinha por Ren, algumas coisas ficaram bem oblíquas quando ela pisava na bola.

Na verdade, queria que a narrativa tivesse sido em terceira pessoa. Tanto conheceria melhor Ren (que, fala sério, é bem mais interessante que Kelsey), quanto a história ficaria melhor esclarecida quanto a um monte de coisas. Os dois são os opostos mais opostos possíveis, e lendo o livro de um ponto de vista só, fica bem superficial imaginar o que se passa com o outro personagem.

A despeito disso, achei o livro bastante original, nada de vampiros, fadas, lobisomens e tal... Uma cultura que até hoje não tinha visto livro algum explorando, que é a indiana; que por sinal é riquíssima... a autora pode pesquisar bem mais antes de jogar na história assim. Enfim, tem bastante pontos positivos pra ler esse livro. Claro que, como sempre, eu tenho que ficar com raiva de alguém e esse alguém é Kelsey. FALA SÉRIO!

Se desse pra o próximo livro não ser com ela narrando, eu seria tão happy!

Mas, enfim, dei 5 estrelas no skoob. Aqui, fica nos 4,5 por causa de Kelsey, vocês me entendem! <3
Comprem, leiam, é uma história bastante bonita e quem gosta de YA Books vai adorar!

A maldição do tigre foi lançado originalmente como e-book e é o livro de estreia de Colleen Houck, ficando sete semanas no primeiro lugar da lista de mais vendidos da Amazon, entrando depois na do The New York Times.

PS.: Vamos comentar, please? Quem sabe não tem surpresa...


2sleep