8 de out de 2011

Páginas:207
Edição: 1ª
Preço: R$ 24,90
Formato: 14 X 21
Acabamento: brochura
ISBN: 978-85-7679-530-8
Categoria: Ficção; Literatura brasileira


Sinopse: Na antiga Londres do Séc. XVII rondava um boato que as ruas noturnas eram tomadas por seres devoradores de almas, os Parasitas, e que os Potestades tinham o dever de colher essas almas e encaminhá-las para o descanso. Para cada dez mil almas recolhidas uma era resgatada do Umbral.
 Poucas pessoas conseguiam ver esses seres, apenas aquelas que possuíam um poder espiritual altíssimo e, dentre elas, estava alguém que teve a sua humilde vida transformada, quando não acreditou nos boatos e passou a circular à noite nas ruas da cidade.

Anjo Negro é a obra da autora nacional Mallerey Cálgara, publicado pela Novo Século através do selo Novos Talentos Brasileiros e conta uma história que se passa em Londres no século XVII enquanto a peste negra atingia toda a Europa, matando muitas pessoas e fazendo-as acreditar que o mundo estava próximo do fim. Nessa época, era muito comum suicídios, pessoas que enlouqueciam, etc.
Neste tempo conturbado, algo que parecia improvável acontece: um anjo se apaixona por um humano e tem um filho. Perturbada pelos anjos caídos depois do envolvimento proibido com o humano, Bridget, como era chamada na terra, acaba se transformando em humana também, mas ainda consegue ver os espíritos e sentir o sofrimento e perturbação que eles trazem. Seu marido, Alan, quando a vê falando sozinha, pensa que ela está louca... ela começa a tomar remédios, mas numa ocasião em que esquece de fazê-lo, os anjos caídos vem para inquietá-la e ela acaba se jogando em frente a um coche e sendo pisoteada pelos cavalos. Suicidou-se e foi para o Vale dos Suicidas, sofrer e reviver o momento de sua morte pela eternidade...
Mas é o filho de Alan e Bridget, Darian, o principal personagem dessa história. Ele só descobre que é um chamado Nephilins, filho de anjo e humano, com 17 anos, quando seu anjo da guarda, Hadji (o relacionamento deles vai mais além que isso através das reencarnações) surge para buscá-lo. Alan adotou mais dois filhos, irmãos de Darian: Erick, um menino que apanhava muito do pai bêbado e acabou... ops , não posso contar! e Margot, uma menininha muuuito encantadora, que perdeu a mãe assim que nasceu.

Eu sei que ele não teve culpa, as escolhas somos nós que fazemos, certas ou erradas, por isso temos que assumir a responsabilidade pelos nossos atos. Sei que um dia ele irá entender também.
página 163


Um arcanjo oferece a Darian a oportunidade de diminuir o sofrimento de sua mãe no vale dos suicidas se ele salvar 10.000 almas (que primeiro tem que QUERER ser salvas) e colocá-las numa caixa...
Depois o mais famoso anjo caído também pede que ele entregue 10.000 almas comuns a ele, mas em troca da salvação de sua mãe.
Qual será a escolha de Darian? Irá ele se transformar num Anjo Negro?
Descubram nessa história que traz uma reflexão sobre amor além do tempo e vida de uma maneira totalmente diferente. Uma ficção sobrenatural de anjos de uma forma que você nunca viu... Tão humanos que dá a impressão que podia ser você!

– Não se preocupe, eu estarei ao seu lado.
– Então, você está me dizendo que me apoiaria em qualquer decisão que eu tomar? Se eu tiver que atravessar o inferno, é com você que quero estar.
– Não estou aqui para julgá-lo, minha existência não tem sentido se não for para protegê-lo. Eu irei com você para onde quer que você vá.
página 82


A narrativa é em primeira pessoa, mas às vezes também é em terceira. Em um caso, passa pela visão de Hadji, o que achei muito legal!
Espero sinceramente que esse livro tenha continuação, pois quero saber como vai ficar Darian-Hadji, aí! Um amor desse não pode ficar como acabou Anjo Negro, não!
O final realmente me surpreendeu. Não achava que ele fosse fazer aquilo, mas foi um fim super digno. Como já disse, se tiver continuação, tudo vai ter que ser bem explicado, mas esse livro tem muito potencial para continuar um sucesso.
Gostei bastante!
Compare e compre aqui: BUSCAPÉ

P.S.: Acho muito legal Novo Século ter esse selo só para autores nacionais, mas isso é uma oportunidade que vem com responsabilidades também. Já que você se propõe a publicar e veicular um livro com sua marca, você deve dar atenção a ele, aos detalhes, aos erros de impressão e digitação, ortográficos, de concordância e etc. Em Anjo Negro não achei muito disso, mas em outros livros do selo Novos Talentos, sim. Espero que a editora estime mais o que nosso país tem a oferecer, pois os autores são muito talentosos, esse potencial tem de ser valorizado!

2sleep