31 de out de 2011

CIDADE DOS OSSOS - VOL. 1
Cassandra Clare
Ano: 2010
Série: Os Intrumentos Mortais
Páginas: 462
ISBN: 9788501087140

Sinopse: Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando a jovem Clary decide ir para Nova York se divertir numa discoteca, ela nuca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece no ar e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria. 

Clary é uma garota de 15 anos de idade, que tem um melhor amigo chamado Simon. Uma noite os dois vão ao Pandemônio (uma boate) e Clary vê um garoto sendo assassinado por um trio bem esquisito. Quando Clary conta tudo a Simon, acaba descobrindo que só quem viu aquele acontecimento foi ela... e tudo vai ficando mais estranho a partir daí.
Os três ‘assassinos’ eram Jace, Alec e Isabelle, os chamados ‘caçadores de sombras’. Depois de uma briga com a mãe, ela sai de casa para encontrar Simon... e lá está Jace novamente. Assim que tenta voltar para casa, Clary descobre que sua mãe foi seqüestrada e luta com coisas extremamente estranhas. Nesse mundo onde demônios, lobisomens, vampiros e outras criaturas coexistem, Cidade dos Ossos se consagra como uma série totalmente vibrante e que fisga os leitores de uma maneira que eu não imaginava ser possível desde Harry Potter. Não veja nenhuma semelhança quando eu falo sobre essas duas séries, por favor! Só digo que me apaixonei demais pela história e que todo mundo que gosta de Young Adult books e sobrenatural deveria ler!
"Estava rindo porque declarações de amor me entretêm, sobretudo quando não há recíproca - disse ele." página 50
Clary e Jace são personalidades fortes e quando descobrem que sentem algo a mais um pelo outro vão ter muito o que enfrentar devido a  um pequeno detalhe revelado no fim do livro que deixa você assim “:O”.  Algumas partes desse livro se tornam bem óbvias, por que as referências que Clare toma para escrevê-lo são claras em momentos específicos, mas nada que atrapalhe a leitura. Dá vontade de bater em Clary sometimes, mas ok, que livro não tem aquele personagem trouxa né?
"O menino nunca mais chorou, e nunca se esqueceu do que aprendeu: que amar é destruir, que ser amado é ser destruído." página 201
É isso, muito recomendado! E, como disse, o final é chocante, mas é algo pra você ficar esperando desesperadamente pra ler o próximo livro ‘Cidade das Cinzas’ que terá resenha em breve, também!

1.       Cidade dos Ossos (City of Bones)
2.       Cidade das Cinzas (City of Ashes)
3.       Cidade de Vidro (City of Glass)
4.       City of Fallen Angels (inédito)


P.s.: 1. Gente, o que é essa opinião de Stephenie Meyer nas capas da série? Super dispensável! 
2. Estou perdidamente apaixonada pela série...

Beijos,
Samuely

30 de out de 2011

 Oi, pessoal!
Primeira vez que tento fazer algo parecido com as caixinhas de correios que vocês estão acostumados a ver em outros blogs por aí! Como não tenho câmera, por que a minha morreu há uns anos =(, tirei fotos pelo celular só por que chegou um montão de coisa mesmo, e já tá bem na hora de eu mostrar aqui né?
Bom, o nome dessa coluna vai ser Carrier Pigeon, ou Pombo Correio, kkkkkkkk pra ficar um pouco a ver com o nome do blog, por ser uma ave, etc, vocês entendem! :D
Sem mais, deem uma olhada no que chegou recentemente:
Noah Foge de Casa, John Boyne
As crônicas de Nárnia, C.S. Lewis
Da parceira Vanessa Bosso, recebi 'O imortal'. O Elemental ganhei num sorteio do blog da autora.
Da Editora Vida & Consciência, O Xamado e Leo, o driblador
De uma troca no Skoob, A Tormenta de Espadas
Do blog Literatura de Cabeça, Filhos do Éden
Do autor parceiro, Markus Thayer, Hathor
De Sérgio Carmach, o mini livro 'Para sempre Ana'
De Thays e Thayná, do The Bookaholic Girls, Não sou este tipo de garota
Da Gabi do Está Inspirada, um montão de marcadores e livretos

Lombadas

Pessoal, desculpem a resolução, meu celular é péssimo. Mas espero que tenham gostado e quem sabe eu poste essa coluna com mais frequência! :D

Pessoas citadas:

18 de out de 2011

Livro: Minhas Lembranças
Autor: Juliana Ferreira
Editora: Lexia
Categoria: Literatura Nacional | Romance | Drama
ISBN: 9788563557513
Páginas: 153
Lançamento: 2011

Sinopse: Quando Ônix perde seus pais em um acidente na estrada principal da Dinamarca a caminho da comemoração da sua formatura, ela não sabia que poderia sentir o que sentiu. Culpava a si mesma por ter causado aquele desastre e o pior se lamentava por não ter dado o devido valor aos seus pais. Mas já era tarde demais. Seus tios de criação ficam cientes do acidente e então convidam Ônix para morar com eles no interior de Londres. Apesar de estar confusa e muito mal, Ônix se dá a oportunidade de reviver. E fazendo isso ela encontra com o seu velho amigo de infância. Calebe fez Ônix esquecer a sua própria dor assim que ela olhou aqueles olhos verdes melancólicos. Descobrindo o porquê da melancolia Ônix soube que aquele sentimento de amizade já não poderia ser mais chamado de amizade.

Minhas lembranças é o livro da autora nacional super fofa Juliana Ferreira que desde pequena odiava livros, mas depois que perdeu o pai e leu o primeiro romance não parou mais.
Com uma narrativa de linguagem fácil e capítulos bem rápidos, a história de Ônix e Calebe nos encanta totalmente. Ela acabou de perder os pais num acidente de carro que acredita que só aconteceu por causa do seu grande ego. Martirizada pela culpa e por não ter dado valor aos pais enquanto vivos, Ônix começa a perceber o mundo de maneira diferente... Até alguém que ela pensava amar já não significava aquilo tudo.
Seus tios que moram na Inglaterra, percebendo que se Ônix continuar sozinha na Dinamarca pode até enlouquecer, convidam-na para morar junto a eles em sua fazenda. Ônix não podia imaginar o que a esperava lá... o reencontro com um amigo de infância, dos tempos em que Ônix vinha todo verão para a fazenda, Calebe está lá a esperá-la. Tem algo novo em Calebe, um segredo que incomoda muito ela.
Depois de uma convivência, e algumas explicações, a amizade entre os dois já não é mais a mesma, não poderia ser... E a preocupação mútua deles acaba por aumentar mais o sentimento. Além de dramático e romântico, esse livro também é um pouco sobrenatural, devo dizer. Acredito que essa parte poderia ter sido melhor explicada no livro, ficou essa ponta solta ao meu ver.

Essas lembranças não saem de jeito nenhum de minha mente e não quero que elas saiam. Em hipótese alguma, quero esquecer meu passado, por mais que ele me machuque e me sangre, quero lembrar. página 124

A narrativa em primeira pessoa de Ônix me fez perceber que gostei muito mais de Calebe que dela... O jeito de escrever de Juliana é realmente impressionante no que diz respeito a passar a emoção que a personagem está sentindo, mas também acho que ela escreve como se tivesse tirando fotos, frases que funcionam como congelamentos instantâneos de ações no enredo. Em algumas horas caía bem, em outras preferiria que ela contasse mais interligado... Há que ressaltar também que uma revisão mais aprofundada seria muito importante para o livro como um todo, mas acredito que a próxima edição já virá toda revisada e nos trinques com uma capa mais linda ainda! *-*
Me apaixonei por essa leitura, quanto à questão emocional... estava no ‘mood’ de lê-lo, não poderia ser hora mais propícia. Minhas lembranças é uma lição de vida e amor, recomendado aos que, principalmente, gostam do gênero romântico estilo Nicholas Sparks.

16 de out de 2011

"As pessoas acham que a alma gêmea é o encaixe perfeito, e é isso que todo mundo quer. Mas a verdadeira alma gêmea é um espelho, a pessoa que mostra tudo que está prendendo você, a pessoa que chama a sua atenção para você mesmo para que você possa mudar sua vida. Uma verdadeira alma gêmea é provavelmente a pessoa mais importante que você vai conhecer, por que elas derrubam suas paredes e te acordam com um tapa. Mas viver com uma alma gêmea para sempre? Não. Dói demais. As almas gêmeas só entram na sua vida para revelar a você uma outra camada de você mesmo, e depois vão embora."
Comer, Rezar, Amar – Elizabeth Gilbert, página 158.

14 de out de 2011


Segredo de Luísa, O
Fernando Dolabela
ISBN 9788575423387
304 páginas
16 x 23 cm
Brochura

Sinopse adaptada da quarta capa: Usando como fio condutor a trajetória de Luísa, uma jovem mineira entusiasmada com a idéia de abrir uma empresa para vender a deliciosa goiabada que sua tia produz, Fernando Dolabela ensina passo a passo tudo o que é preciso saber para ir do sonho ao mercado.
Com uma estrutura completamente inovadora, o livro oferece a alternativa de se concentrar na história ou se aprofundar nas informações específicas sobre marketing, plano de negócios, finanças, administração e organização empresarial. 

“Com mais de 150 mil exemplares vendidos, O segredo de Luísa se tornou referência quando o assunto é empreendedorismo. Adotado por universidades e MBA's em todo o Brasil, o que faz este livro ser tão especial e querido pelos leitores é o fato de tratar do assunto através de uma saborosa história com trama, conflitos, reviravoltas e personagens por quem nos apegamos e para quem torcemos.”

Ler livros técnicos para a maioria das pessoas é um porre, né?! Aqueles milhões de termos técnicos que teimam em não querer ser aprendidos e uma leitura chata interminável fazem a gente tomar abuso desse tipo de literatura.
Para um assunto chamado EMPREENDEDORISMO, nada melhor que um livro INOVADOR na área, não? É como Fernando Dolabela apresenta um tema que não é nada novo, mas está sendo descoberto e difundido muito recentemente, pois empreendedor “é aquele que sonha e busca transformar seu sonho em realidade”.
Geralmente se associa a atividade empreendedora a abrir um negócio. O empreendedor sabe a diferença entre uma ideia e uma oportunidade de sucesso. Para garantir que os riscos sejam minimizados (por que, defintivamente, não há como anulá-los) é necessário muito planejamento.
A partir da história de Luísa, uma estudante de odontologia não muito satisfeita com o futuro que a profissão iria lhe trazer, Dolabela explica o processo de transformação de uma ideia em uma oportunidade DE VERDADE. Da goiabada caseira de Ponte Nova, ‘a melhor do mundo’, às variações de produto das Goiabadas Maria Amália que somariam 8 milhões de dólares em exportação alguns anos mais tarde.
Ao explicar como planejar e criar uma empresa com os níveis de riscos reduzidos, o autor sensibiliza os empreendedores a fazerem um Plano de Negócios. O mais interessante desse livro é que ele permite diversos modos de leitura. Uma é a história de Luísa, seus anseios, sonhos com relação à empresa, seu noivado fracassado e expectativas de uma família do interior sobrecarregando-a. Outra é a explicação, em termos não muito técnicos, mas próprios da área de empreendedorismo e administração que se espalha pelo livro ao longo de quadros intrinsecamente ligados a passagens da história da personagem. A outra é a junção dos dois, que seria o ideal para o bom entendimento da mensagem se você quiser também aplicá-la em seu pequeno empreendimento ou na vida.
Luísa tem o perfil empreendedor ideal, está pronta para correr riscos, não desmedidos, muito pelo contrário, riscos os quais ela sabe as conseqüências, mas que os resultados valerão a pena. Jovem, bonita e com muita responsabilidade nas costas, Luísa vai aprendendo várias lições surpreendentes sobre montar uma empresa e nós acabamos aprendendo junto, como num grande e divertido estudo de caso.
Os segredos de Luísa, então, não são tão (desculpem a cacofonia) secretos assim – exceto por um, leiam! xD – são frutos de planejamento, noites mal dormidas, risco, preocupação, mas, principalmente, vontade de alcançar objetivos.
Recomendo a todos os meus colegas de Administração, futuros empreendedores e também a todos que sentem curiosidade em como montar seu próprio negócio.
Gostou do livro?
Compare e compre BUSCAPÉ

Fernando Dolabela. Mineiro e pai de três filhos, é pós-graduado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV - São Paulo) e Mestre em administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É também consultor do CNPq, empresário e diretor da FUMSOFT. Autor do livro “OFICINA DO EMPREENDEDOR” e “O SEGREDO DE LUÍSA” entre outras tantas obras escritas e publicadas nos mais importantes congressos da área. É criador do software de plano de negócios “MAKEMONEY”, bastante citado no livro. 

E viva os autores brasileiros!

 

12 de out de 2011

Editora: Leya Cult
Autor: George R. R. Martin
Tradução: Jorge Candeias
Série/Coleção: As Crônicas de Gelo e Fogo
Ano: 2010
Número de páginas: 592
Acabamento: Brochura


Sinopse: Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, recebe a visita do velho amigo, o rei Robert Baratheon, está longe de adivinhar que a sua vida, e a da sua família, está prestes a entrar numa espiral de tragédia, conspiração e morte. Durante a estadia, o rei convida Eddard a mudar-se para a corte e a assumir a prestigiada posição de Mão do Rei. Este aceita, mas apenas porque desconfia que o anterior detentor desse título foi envenenado pela própria rainha - uma cruel manipuladora do clã Lannister. Assim, perto do rei, Eddard tem esperança de o proteger da rainha. Mas ter os Lannister como inimigos é fatal - a ambição dessa família não tem limites e o rei corre um perigo muito maior do que Eddard temia. Sozinho na corte, Eddard também se apercebe que a sua vida nada vale. E até a sua família, longe no norte, pode estar em perigo.


O primeiro volume da série “As crônicas de gelo e fogo” de George R. R. Martin ganhou grande visibilidade por causa do estrondoso sucesso que a série baseada no livro fez pela HBO.
Mas, estranhamente, não assisti à série antes do ler o livro... Gosto de ler primeiro e ver a adaptação depois (acho que vocês também). A obra de Martin foi extensamente comparada à de J R R Tolkien, a trilogia do O Senhor dos Anéis... Como não li esta última ainda não posso tomar um lado apenas, mas posso confirmar os pontos positivos que fazem As crônicas de Gelo e Fogo serem magistrais; e posso também dizer que essa literatura fantástica não é muito destinada a um público infanto-juvenil como a obra de Tolkien.
Se você acha que vai ler um livro cheio de princípios humanitários, amor ao próximo transbordando as páginas e etc, PODE CHORAR. A guerra dos tronos é o que há de mais parecido com uma bíblia de quase 600 páginas inescrupulosas: tem incesto, prostituição, traição, aborto, violência, estupro, enfim... tudo que for moral e eticamente questionável tem nesse livro.
O ambiente onde se passa o livro é bem peculiar... as estações podem durar anos e, no caso, o fim de um longo verão está começando e “o inverno está para chegar”.
A Guerra dos tronos começa quando a antiga mão do rei, Jon Arryn, morre. O rei Robert Baratheon viaja de muito longe até o norte, em Winterfell para pedir que Eddard Stark, seu amigo que lhe ajudou a conquistar o trono dos sete reinos, que seja a nova Mão, uma espécie de conselheiro, que, “enquanto o rei come, a Mão limpa a merda”.
Ned aceita esse cargo apenas por que descobre que a antiga mão pode ter sido morta pela rainha Cersei e seu irmão, Jaime Lannister. Então Ned vai para o sul com suas filhas, Arya e Sansa, deixando para trás sua mulher, Catelyn, seu filho mais velho Robb, seu bastardo Jon Snow (que se junta à Patrulha da Noite, os homens que vestem negro e vigiam a Muralha que guarda o Norte de perigos mortais) , seu filho mais novo Rick e o curioso Bran... Ah, Bran =/
A história não tem reviravoltas normal, não! São 592 páginas que não dá pra largar, por incrível que pareça! Muita gente diz que tem medo de ler o livro só pela grossura, mas fica a dica: a leitura é super fluida e todos os fins de capítulo te deixam com vontade de ler o próximo, praticamente não te deixa parar.
O livro é todo narrado por personagens diferentes,  grande parte do clã Stark. Tem gente que gosta desses recortes e da construção da história sob perspectivas distintas, tem gente que não. Acho criativo e, apesar de a gente acabar se apegando a um narrador mais que a outro, gosto desse estilo. As narrativas mais interessantes para mim foram a do anão Tyrion Lannister, Daenerys e a de Jon Snow, as duas últimas carregam a maior parte do sobrenatural/fantasia do livro.

"Nunca se esqueça de quem é, porque é certo que o mundo não se lembrará. Faça disso sua força. Assim, não poderá ser nunca sua fraqueza. Arme-se com esta lembrança, e ela nunca poderá ser usada para magoá-lo." página 45

A construção da personalidade dos personagens é um dos pontos mais fortes desse livro pra mim. Por exemplo, você percebe o crescimento claro de Dany, de uma menina medrosa a uma verdadeira rainha, digna do respeito de um khal. E Robb? No final, Robb, o senhor, como diria Bran. É simplesmente apaixonante. Tem personagem pra todo gosto, menos pro infantil. Sério, não é livro pra criança e você já deve ter percebido isso.

“- Pode um homem continuar a ser valente se tiver medo?
- Esta é a única maneira de um homem ser valente.”
página 17

E não há mocinhos e vilões de cara como se tivesse uma fotografia do livro antes de você ler... Até mesmo Ned, de longe o mais íntegro da obra, desonrou sua mulher quando teve um filho fora do casamento enquanto estava longe de casa, na guerra contra os Targaryen. Tem uma turma que acha que esse livro é desgraça e tragédia do começo ao fim e que o autor deveria dosar isso melhor... Minha opinião: uma história não precisa ter sempre aspectos felizes e risonhos para que você fique abismado e apaixonado por ela. O porquê de ela te tocar é mais importante que o 'como', acho que é isso.

- Jon, alguma vez perguntou a si mesmo por que é que os homens da Patrulha da Noite não tem esposas nem geram filhos? (...) Para que não amem – respondeu o velho – pois o amor é o verdadeiro veneno da honra, a morte do dever” página 467

Tô aqui mandando energias positivas para George R R Martin. E não é só por que o cara é demais, mas também por que a série tem 7 livros (3 lançados no Brasil, 5 fora) e o cara tem 62 anos! Então, né? Fora que ele passou 6 anos pra escrever o livro 5, aí você me quebra!
Eu super recomendo, mas vejam bem os aspectos que citei mais atrás... da narrativa, das características de teor emocional do livro pra ver se fazem seu estilo e te fariam gostar dele também.
Compare e compre: BUSCAPÉ


George R. R. Martin trabalhou dez anos em Hollywood como escritor e produtor de diversas séries e filmes de grande sucesso.
Autor de diversos best-sellers nos EUA e na Europa, foi em meados dos anos 1990 que Martin deu início a sua mais importante obra: As crônicas de gelo e fogo.
É a saga de fantasia mais vendida dos últimos anos, vencedora de diversos prêmios, e que agora também se torna uma grande produção da HBO.

9 de out de 2011
0 revelations

Título: Casais Inteligentes Enriquecem Juntos
Autor: Gustavo Cerbasi
Editora: Editora Gente
163 páginas

Sinopse do site do autor: Grande parte dos problemas de relacionamento dos casais começa no dinheiro – no excesso ou na falta dele. Quando a renda do casal não dá conta dos gastos do mês, o dia-a-dia tende a uma desagradável monotonia e qualquer proposta mais romântica que envolva algum gasto é cortada pela raiz. As dificuldades decorrentes desta escassez geram conflitos entre o casal, que nem sempre percebe que o problema é financeiro.

Uma resenha com um conteúdo um pouco diferente do que vim explorando até hoje, nada de literatura fantástica, Young Adult ou ficção, muito pelo contrário: pura realidade.
Problemas com dinheiro, nada mais preocupante, não é verdade? Principalmente quando sua renda tem que ser dividida com outra pessoa e você vive num país em que poupar (isto é, pensar a longo prazo) não é nada comum.
Casais Inteligentes, de Gustavo Cerbasi, não é um livro apenas para casais. Nem para aqueles que entendem profundamente de Finanças, sejam elas pessoais ou corporativas.  As “teorias” apresentadas são bastante simples e podem até parecer batidas aqueles mais antenados e com uma visão financeira melhor.
O livro começa apresentando um Horóscopo financeiro dos casais, mesclando os tipos de perfis que as pessoas tem quando lidam com dinheiro e um teste para avaliar a capacidade do casal de construir riqueza. Particularmente, achei essa parte bem revista Capricho, poderia ter recebido menos atenção no contexto do livro.
“Se manter um plano de independência financeira não é algo tão complexo, por que grande parte das pessoas falha ao tentar por em prática essa regra? Em primeiro lugar, há que considerar a tendência de cada indivíduo de colocar sua vida pessoal em segundo plano, em razão de exigências profissionais. Acontece com a alimentação, com o sono, com a prática de exercícios e com o amor, portanto não haveria de ser diferente com o planejamento orçamentário.” página 37.

Sentiram a pegada meio auto ajuda do livro? É esse o ponto; numa mistura bem desigual com a educação financeira, claro, pra não perder o foco. Há momentos que essa sensação auto ajuda fica bem clara, mas sem isso acho que o livro não seria o Best seller que é hoje em dia. Afinal, finanças já não é um assunto tão sedutor para as pessoas em geral (alow, não sou geral *-*), imagina se o livro fosse totalmente chato e desestimulante?

“É importante ter em mente que não há propósito em guardar dinheiro tão-somente pelo ato de guardar em si. (...) Dinheiro não lhes dará prazer se vocês não aprenderem a tirar prazer de cada momento da vida. Dinheiro não trará felicidade se vocês não souberem o que é felicidade. O grande bem que o dinheiro pode lhes dar é permitir manter aquilo que vocês conquistam.” página 38.

O autor divide as finanças para cada nível de relacionamento, pois quando se passa de namoro a casamento algumas BIG coisas mudam. E quando vem filhos? Aí é que o “bicho pega”. Dá dicas para investir em ações enquanto se é jovem e está propenso a correr riscos. Não sabe como? Treina com dinheiro virtual no site do Folha em Ação, do jornal Folha de S. Paulo. http://emacao.folha.com.br/ , podendo até ganhar prêmios!
Gostei bastante da fluidez da narrativa, o autor cita vários casos e isso ajuda bastante na compreensão, que já simples, também. Recomendo o livro, não apenas a casais, nem namorados, nem qualquer coisa do tipo que brigam de vez em quando pelo dinheiro que não sobrou para aquela viagem de férias ou por que perdeu mais do que deveria num investimento, mas pra você que não aguenta mais não ter dinheiro suficiente pra quitar tudo que gasta no fim do mês e também para aqueles que simplesmente querem gerar sua riqueza. Boa sorte na empreitada, que, por sinal, é possível!

“Faço questão de enfatizar a ideia de que as coisas mais importantes da vida são acessíveis a qualquer pessoa. Momentos únicos a dois, abraços carinhosos dos filhos, beijos apaixonados e intermináveis, caminhadas por lugares desconhecidos, horas de paz sem fazer nada em um local bucólico são prazeres simples, que nada custam e são deixados para trás. (...) Vocês começarão a enriquecer mais rapidamente quando perceberem a importância das coisas que não custam nada. Deixem para depois as tardes de compras, gastem tempo em tardes de paixão”. página 138.

Se você se interessou pelo livro, compare e compre: BUSCAPÉ (melhor preço é o do submarino)
P.S.: Que cara apaixonado da piula! E ele vai estar no V Simpósio de Administração, realizado pela PROSPECT Empresa Júnior de Administração. Mais informações, aqui: http://siadprospect.blogspot.com/

8 de out de 2011

Páginas:207
Edição: 1ª
Preço: R$ 24,90
Formato: 14 X 21
Acabamento: brochura
ISBN: 978-85-7679-530-8
Categoria: Ficção; Literatura brasileira


Sinopse: Na antiga Londres do Séc. XVII rondava um boato que as ruas noturnas eram tomadas por seres devoradores de almas, os Parasitas, e que os Potestades tinham o dever de colher essas almas e encaminhá-las para o descanso. Para cada dez mil almas recolhidas uma era resgatada do Umbral.
 Poucas pessoas conseguiam ver esses seres, apenas aquelas que possuíam um poder espiritual altíssimo e, dentre elas, estava alguém que teve a sua humilde vida transformada, quando não acreditou nos boatos e passou a circular à noite nas ruas da cidade.

Anjo Negro é a obra da autora nacional Mallerey Cálgara, publicado pela Novo Século através do selo Novos Talentos Brasileiros e conta uma história que se passa em Londres no século XVII enquanto a peste negra atingia toda a Europa, matando muitas pessoas e fazendo-as acreditar que o mundo estava próximo do fim. Nessa época, era muito comum suicídios, pessoas que enlouqueciam, etc.
Neste tempo conturbado, algo que parecia improvável acontece: um anjo se apaixona por um humano e tem um filho. Perturbada pelos anjos caídos depois do envolvimento proibido com o humano, Bridget, como era chamada na terra, acaba se transformando em humana também, mas ainda consegue ver os espíritos e sentir o sofrimento e perturbação que eles trazem. Seu marido, Alan, quando a vê falando sozinha, pensa que ela está louca... ela começa a tomar remédios, mas numa ocasião em que esquece de fazê-lo, os anjos caídos vem para inquietá-la e ela acaba se jogando em frente a um coche e sendo pisoteada pelos cavalos. Suicidou-se e foi para o Vale dos Suicidas, sofrer e reviver o momento de sua morte pela eternidade...
Mas é o filho de Alan e Bridget, Darian, o principal personagem dessa história. Ele só descobre que é um chamado Nephilins, filho de anjo e humano, com 17 anos, quando seu anjo da guarda, Hadji (o relacionamento deles vai mais além que isso através das reencarnações) surge para buscá-lo. Alan adotou mais dois filhos, irmãos de Darian: Erick, um menino que apanhava muito do pai bêbado e acabou... ops , não posso contar! e Margot, uma menininha muuuito encantadora, que perdeu a mãe assim que nasceu.

Eu sei que ele não teve culpa, as escolhas somos nós que fazemos, certas ou erradas, por isso temos que assumir a responsabilidade pelos nossos atos. Sei que um dia ele irá entender também.
página 163


Um arcanjo oferece a Darian a oportunidade de diminuir o sofrimento de sua mãe no vale dos suicidas se ele salvar 10.000 almas (que primeiro tem que QUERER ser salvas) e colocá-las numa caixa...
Depois o mais famoso anjo caído também pede que ele entregue 10.000 almas comuns a ele, mas em troca da salvação de sua mãe.
Qual será a escolha de Darian? Irá ele se transformar num Anjo Negro?
Descubram nessa história que traz uma reflexão sobre amor além do tempo e vida de uma maneira totalmente diferente. Uma ficção sobrenatural de anjos de uma forma que você nunca viu... Tão humanos que dá a impressão que podia ser você!

– Não se preocupe, eu estarei ao seu lado.
– Então, você está me dizendo que me apoiaria em qualquer decisão que eu tomar? Se eu tiver que atravessar o inferno, é com você que quero estar.
– Não estou aqui para julgá-lo, minha existência não tem sentido se não for para protegê-lo. Eu irei com você para onde quer que você vá.
página 82


A narrativa é em primeira pessoa, mas às vezes também é em terceira. Em um caso, passa pela visão de Hadji, o que achei muito legal!
Espero sinceramente que esse livro tenha continuação, pois quero saber como vai ficar Darian-Hadji, aí! Um amor desse não pode ficar como acabou Anjo Negro, não!
O final realmente me surpreendeu. Não achava que ele fosse fazer aquilo, mas foi um fim super digno. Como já disse, se tiver continuação, tudo vai ter que ser bem explicado, mas esse livro tem muito potencial para continuar um sucesso.
Gostei bastante!
Compare e compre aqui: BUSCAPÉ

P.S.: Acho muito legal Novo Século ter esse selo só para autores nacionais, mas isso é uma oportunidade que vem com responsabilidades também. Já que você se propõe a publicar e veicular um livro com sua marca, você deve dar atenção a ele, aos detalhes, aos erros de impressão e digitação, ortográficos, de concordância e etc. Em Anjo Negro não achei muito disso, mas em outros livros do selo Novos Talentos, sim. Espero que a editora estime mais o que nosso país tem a oferecer, pois os autores são muito talentosos, esse potencial tem de ser valorizado!

1 de out de 2011




O reverso da Moeda, Giovanna Fernandes
Novo Século
Páginas: 240
Formato: 14x21cm
Acabamento: Brochura
ISBN: 978-85-7679-137-9

Sinopse skoob: Três gerações e um desejo. Sonhos realizados com o poder da palavra. Pedidos impensados. Um brinquedo trazido ao mundo real. A inocência de um pequeno galeão engarrafado escondendo os seus mistérios. Piratas de madeira experimentando o gosto da vida pela primeira vez, e tornando-a amarga para centenas de pessoas. Na mente um só objetivo: apoderar-se de dois valiosos tesouros. Para isso, não mediram esforços e foram capazes de mentir, roubar, trair... e até mesmo matar. Eles só não sabiam que esse era o limite do intolerável para uma velha bruxa, que com seus poderes mágicos lhes tirou a vida, tornando-os novamente brinquedos, apenas, brinquedos.

Esse livro é da autora nacional Giovanna Fernandes, parceira do blog.
O reverso da moeda é cheio de magia, aventura, fantasia, piratas, tesouros, brinquedos que vivem... enfim! É o tipo de livro que você lê imaginando um filme infantil passando aos seus olhos.
A história gira em torno de Iago, um menino de apenas dez anos que acredita que seu pai, o pescador Noah, morreu num acidente no mar. Com isso, desde sempre ele teve a imagem de que seu pai fosse um herói, pois morreu lutando pela pequena cidade chamada Coroinha aonde seu avô vive até hoje aguardando a volta do filho da sacada da casa de frente pro mar.
Por problemas respiratórios de Iago, Estela (a mãe dele) não viu outra alternativa que não se mudar para a pequena cidade de Coroinha com Seu Antoninho, avô de Iago.
Ouvindo acidentalmente uma conversa entre Estela e seu Antoninho, Iago descobre que seu pai pode não ser aquele herói que ele sempre imaginou. Estela acusa seu Antoninho de estar ficando maluco por inventar que quando ele era criança fez um pedido à bruxa que vive na Ilha Dourada, e por causa dele, os piratas chegaram à cidade.
Iago fica curioso sobre isso e acaba pegando o galeão de brinquedo que estava guardado pelo seu avô e indo “brincar” com ele no mar. Mal sabia ele que essa simples brincadeira iria mudar a vida de Coroinha novamente...
Com um enredo bem tramado, Giovanna não deixa que as histórias secundárias se percam do rumo da principal. Conseguimos visualizar panoramicamente tudo o que acontece na história e no que isso vai influenciar mais na frente.
Adorei as reviravoltas da obra e achei que a autora foi extremamente criativa! A única coisa que me incomodou foi a demora para a narrativa pegar o ritmo. O começo não foi bastante embalado para que eu sentisse que não sairia dos trilhos, mas terminou bem. O que também me deixou confusa foi a narração... À primeira vista (e geral) a narração é em 3ª pessoa, mas há momentos em que os personagens falam por eles mesmos, passando pra 1ª pessoa do nada no capítulo.
A construção dos personagens foi boa, mas poderia ter sido mais consistente... gostaria de ter conhecido mais sobre como acabariam Carlão e Madelene, por exemplo. A personalidade dos personagens foi imprescindível, a inocência das crianças em momento algum é misturada com o instinto cruel dos piratas e a coesão da história a partir dessa separação é muito legal.
A diagramação é simples, a leitura é fácil e super recomendada tanto para o público infanto-juvenil quanto para os mais crescidinhos que gostam do estilo!

P.S.: Não sei se é paranóia minha, mas o título no final das contas não teve uma participação imprescindível como eu achei que tivesse.


Se você gostou, compare os preços do livro e compre aqui http://compare.buscape.com.br/o-reverso-da-moeda-giovanna-fernandes-9788576791379.html
A autora:
Nasceu e cresceu em Brasília. Desde cedo percebeu o especial dom para desenhar e criar. Mas a vida a levou para caminhos que a desviaram da sua real paixão: a arte. Professora primária, Tecnólogo em Processamento de Dados e Bacharel em Direito. Mesmo assim, nenhuma das profissões a afastou de seu outro dom que viria a descobrir bem mais tarde: escrever. Através das histórias infantis e infanto-juvenis, ela volta a ter contato com a sua própria infância, além de conseguir remeter qualquer adulto ao mundo da fantasia, que por um momento deixa de ser apenas das crianças.

Blog da autora: http://giovannaescritora.wordpress.com/

2sleep